(62) 3942.4070
Cirurgia Plástica / Prótese Glútea

A plástica de aumento e remodelagem das nádegas é chamada de gluteoplastia de aumento e é bastante procurada por  pacientes que buscam o bumbum perfeito, arrebitado, firme e com formas arredondadas. 

Para se dar um novo contorno à região, é colocada uma prótese de silicone especialmente fabricada para esse fim. Não há casos conhecidos de rejeição e a prótese é praticamente imperceptível ao toque, o que proporciona um resultado bastante natural e satisfatório.

A ginástica ainda é o meio mais comum e oferece seus resultados, mas por ser uma cirurgia plástica de colocação de próteses como de qualquer outra especialidade, esta técnica tem ganhado adeptos na hora de se conseguir o volume desejado para o bumbum.

Há dois procedimentos plásticos para o aumento dos glúteos, que são a lipoenxertia ou lipoescultura e o implante de prótese glútea de silicone.

Toda candidata a cirurgia de aumento dos glúteos deve procurar um cirurgião plástico para avaliação individual e discutir qual será a melhor maneira para alcançar o resultado desejado. Isso porque o tipo físico, aspecto anatômico apresentado pela região glútea, grau de flacidez da região e grau do volume necessitado influirão na escolha do procedimento mais adequado ao caso.

A vantagem da prótese sobre a lipoenxertia está no fato de proporcionar maior volume à região e ter resultado duradouro. Caso haja flacidez associada ao reduzido volume das nádegas, com dobras de pele nos sulcos juntos à raiz das coxas, é possível que haja necessidade de retirar um pouco de pele no sulco para melhorar o resultado da prótese.

Também há casos em que a lipoescultura em culotes, quadris e face interna de coxas pode ser associada à colocação da prótese glútea com bom resultado estético para o conjunto. Tudo isto deve ser bem avaliado e discutido entre cirurgião e paciente.

A lipoenxertia por sua vez, tem a desvantagem de sofrer absorção de parte da gordura infiltrada na região com o tempo. Por isso é mais indicada quando há necessidade de preenchimento de pequenas áreas de depressão (laterais dos glúteos, depressões deixadas por injeções furúnculos, traumas, etc), ou para dar pequeno aumento de projeção no bumbum. Em paciente jovem e muito magra ocorre limitação para a realização deste procedimento, pela falta de gordura para infiltração e pela maior necessidade de aumento, sendo mais indicada à colocação da prótese de silicone.

As próteses glúteas apresentam volumes e formas variadas. A implantação da prótese é feita através de uma incisão no sulco entre os glúteos, acima do cóccix e colocada no interior do músculo grande glúteo que protegerá a mesma.
_________________________

Duração: Duas horas ou mais;

Efeitos Colaterais: É importante saber que fica proibido aplicar injeções nos glúteos da pessoa que possua prótese glútea, em decorrência do risco de perfuração da mesma, assim como se o medicamento for injetado ficará contido no interior da prótese e não surtirá o efeito desejado;

Recuperação: Por 15 dias a paciente deverá deitar-se de lado ou de barriga para baixo. Após este período aconselha-se o retorno gradativo às atividades normais, deixando os exercícios físicos somente para depois de dois meses de pós-operatório. Passado esse tempo, a ginástica localizada e exercícios para os glúteos poderão ser feitos com benefícios adicionais;

Riscos: Por ocupar uma área de grande movimento muscular e de pressão, a prótese glútea apresenta pouco risco de contratura quando situada embaixo do músculo;

Técnica Utilizada: A incisão fica discretamente posicionada na região interglútea, imperceptível. Após o descolamento dos tecidos, a prótese é introduzida. Existem algumas variações de técnicas quanto ao posicionamento da prótese, que em geral são colocadas abaixo da fáscia muscular;

Troca: A prótese glútea é feita com gel de silicone de alta coesividade, mais espesso e resistente que as mamárias. Por isso a sua troca só é recomendada após 20 anos de uso;


Compartilhe isso: