(62) 3942.4070
Noticias
NEWSLETTER
Assine nossa newsletter e receba nossas informações!

Artigos
Planeje sua cirurgia plástica, conheça novas técnicas cirúrgicas e saiba dos cuidados para ter uma boa cicatrização.
+ MAIS
ORIENTAÇÕES
Orientações aos pacientes como proceder com os cuidados pré e pós operatório.
+ MAIS

A lipoaspiração é sem duvida a cirurgias plástica mais comentada entre todas. Há varias razões para isso, entre elas: ser o sonho de consumo entre muitas mulheres, ser uma das cirurgias plásticas mais realizadas, estar sempre na mídia, pelo medo dos pacientes produzido por relatos negativos da mídia, pela divulgação de inúmeras técnicas tidas como milagrosas e sempre havendo uma "ultima técnica do momento", entre outros motivos...

 

Escrevi inúmeros artigos sobre quase todos estes tópicos (veja http://www.cirurgiaestetica.com.br/artigos.asp ), mas o assunto sempre rende um pouco mais...

 

Devido à mítica do Laser, onde tudo que se refere a "laser", parece ser mais moderno, seguro e sofisticado, a lipo a laser tem sido muito comentada. Ela, como todas as lipos é uma cirurgia da especialidade da cirurgia plástica e portanto deve ser realizada por cirurgião plástico especialista.

 

Também como toda lipoaspiração realizada hoje, é feita pelo método tumescente, quando se injeta uma solução na gordura para aumentar o seu volume, visando facilitar a retirada. A solução frequentemente é formada por soro fisiológico, adrenalina (para reduzir o sangramento) e anestésicos locais. Por incisões muito pequenas, em torno de 4 mm, uma cânula com laser na ponta é introduzida na camada de gordura e, ao entrar em contato com as células de gordura, leva-as à ruptura devido ao calor emitido pelo laser. Depois de usada a cânula a laser, a camada de gordura encontra-se parcialmente destruida e libera a gordura "liquefeita". Para retirar a gordura e os detritos das células rotas, outra cânula (geralmente tradicional) é introduzida e se faz a lipo tradicional. O laser não retira gordura, apenas a destrói.

 

Tenho realizado a vibrolipoaspiração após o uso da cânula do laser, pois o trauma da cânula vibratória é menor do que a tradicional, levando a um menor sangramento e recuperação mais rápida.

 

A grande vantagem do uso do laser na lipoaspiração, na minha opinião, não está na retida da gordura (muitas técnicas fazem isso com ótimos resultados e segurança, como por exemplo a vibolipoaspiração), mas sim nos efeitos gerados pelo calor emitido pelo laser na camada de gordura. Por liberar calor, o laser também ajuda e minimizar o sangramento, coagulando pequenos vasos (veias e artérias). Também, ao esquentar internamente, pode levar à uma maior contração da pele, com potencial de maior reparação de leve flacidez.

 

Finalizando, a lipo a laser é uma boa alternativa, principalmente em associação à vibrolipoaspiração e em casos de leve flacidez de pele


Compartilhe isso: